29 de maio de 2013

Gauche na vida



Só confio mesmo
em quem bate no peito
e ergue a bandeira.

Quem cola no rosto
o olhar de vazio.
Quem cava tua lama.
Quem canta a revolta.

Quem corre na alma.
Quem cala por colo.
Quem clama por cama
e reclama por calma.

Só confio mesmo
em quem bate no peito
e ergue a bandeira:
quem vive sem paz
por não saber viver.