4 de agosto de 2013

Peso morto


Pra tirar o peso
de toda a mentira
me encontro no escuro
com um anjo torto
(desses que vivem
somente na sombra).

Pra tirar a mentira
de todos os gatos de todas as casas,
de todos os canos do apartamento,
de todas fachadas das lojas do centro,
de todos escravos do horário do almoço,
de todas as velas de todas as festas,
de todo bocejo
do homem que acorda
pensando que a vida
é só se arrastar.

Pra tirar a mentira
e todo esse peso
me encontro no escuro
com meu anjo torto.

Ficar
sem pensar
e se
arrastar
qualquer ser do mundo,
qualquer outro bicho,
faz.