2 de setembro de 2015

Constatação II



A burrice é a razão do desconforto.
A distância é o perdão do desencontro.
O amor é quando surge o olhar atento.
Solidão é o não-sentir do pensamento.

Alegria é o livre arbítrio na rotina.
Ser feliz é ter surpresa em cada esquina.
A esperança é a certeza do incerto.
Amar mesmo é pensar junto e querer perto.

Liberdade é poder ter vento no rosto.
Repelir é se atrair pelo oposto.
Não há verdade que a loucura não cometa.
Cada canto é um mistério do planeta.



Um comentário: